Saúde ocular: Oftalmologista do HUCF chama atenção sobre o uso correto dos dispositivos eletrônicos


Crianças devem ter cuidado especial, sugere especialista

 

Texto: Wesley Gonçalves/ Ascom HUCF/Unimontes

Foto: Arquivo pessoal

Em tempos de home office e aulas online, impulsionadas pelo isolamento social, cuidar da saúde dos olhos nunca foi tão importante como agora com o uso prolongado de telas de computador, smartphones e tablets. Os cuidados não valem apenas para os adultos, mas é importante para todas as fases da vida. Mas é na fase de crescimento, entre a infância e a adolescência, que os cuidados dos pais ou responsáveis devem ser redobrados para se evitar fadiga ocular, cefaléia, diplopia (visão dupla), “olho seco” e visão turva ou embaçada e cegueira, entre outras patologias.

Na data em que se comemora o Dia da Saúde Ocular (10/07), a médica oftalmologista Juliana Bastos Mineiro de Souza Amaral, especialista em retina, baixa visão e uveítes, explica como evitar o desgaste das vistas provocado por telas.

 

“O desconforto gerado pelo uso das telas é causado pela forma como as pessoas utilizam e não de algo emitido por elas”, ressaltou, afirma a oftalmologista, que faz parte do corpo clínico do Hospital Universitário Clemente de Faria, da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes).

A especialista ressalta que existe a síndrome da visão de computador — também conhecida como (CVS), sigla em inglês – “Computer Vision Syndrome”, causada pela manutenção do foco de perto e por tempo prolongado e ininterrupto.

“O primeiro sintoma do uso prolongado de telas é o olho seco que pode ser amenizado com o piscar voluntário”, afirma Juliana Bastos. Ela explica que durante o uso do computador reduz piscar espontâneo, definido pelo SEBR (sigla em inglês de taxa de piscada ocular espontânea).

“Os estudos descrevem que o SEBR corresponde a 15-16 piscadas/minuto durante uma conversação, e que o mesmo diminui durante o uso do computador para 5-6 piscadas/minuto, em razão da alta demanda visual e da grande concentração mental que se verificam durante esta atividade”, relata.

A especialista ressalta chama atenção para outra questão importante: as pausas que devem ser realizadas durante o trabalho no computador. “Uma frase de efeito comum nos países de língua inglesa é a “regra dos 20-20-20”: a cada 20 minutos, focar os olhos em um objeto a 20 pés (6 metros) de distância. A distância da tela deve ser de 45 a 65 centímetros e a posição da tela deve ser ligeiramente inferior para que o olhar seja direcionado para baixo, mas mantendo o pescoço ereto”.

Síndrome da visão de computador — também conhecida como (CVS), sigla em inglês – “Computer Vision Syndrome”, causada pela manutenção do foco de perto e por tempo prolongado e ininterrupto (Ilustração FP)

A médica também destaca a importância do uso de colírios lubrificantes (lágrimas artificiais), que ajudam a amenizar o sintoma de “olho seco”. Para as pessoas que possuem ametropias (grau nos olhos) é preferível o uso de óculos a lentes de contato. “Hoje, há uma tendência ao uso de lentes com filtro de luz azul (blue block), mas não existem evidências científicas que comprovam que tipo ou quantidade de luz proveniente das telas pode causar algum dano ocular. As principais academias não recomendam o uso de lentes especiais para computador”, pondera a especialista.

 

Sintomas

Geralmente os sintomas são passageiros e amenizados com a diminuição do tempo de uso das telas. É recomendado um exame oftalmológico para descartar ametropias e possíveis patologias oculares que agravariam os sintomas.

“É importante para todos, o uso correto dos dispositivos eletrônicos, mas principalmente para crianças. Já é cientificamente comprovado o aumento da miopia nos países asiáticos devido ao tempo reduzido do brincar ao ar livre’, observa a médica do HUCF.

Durante trabalhos prolongados com uso de computadores, as pausas com o olhar para longe devem ser realizadas, frequentemente, o piscar voluntário deve ser aumentado a distância e a posição correta das telas devem ser verificadas, o uso de óculos de grau (sem necessidade de lentes especiais para computador) se indicado, devem ser utilizados e uma consulta oftalmológica de base para prevenir ou diagnosticar doenças são pontos importantes para uma boa saúde ocular”, finalizou Juliana Bastos.

Previous Agita Warm Up 100% Digital na Serra Geral abre inscrições
Next Você precisar ouvir...

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.