A prefeita Marisa Alves recebeu nessa terça-feira 21, durante todo dia, no Centro Cultural Henfil, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil – CEDEC-MG, representado pelo Coordenador Tenente coronel Flávio Godinho, para tratar de assuntos relacionados a Barragem da Caatinga.

 

 

De acordo com o Incra existe um laudo que atesta A instabilidade do maciço da barragem, justificando o seu esvaziamento. Este foi o ponto de partida da reunião que propõe o repasse da barragem da Caatiga para Bocaiúva.

 

Após entendimentos com a Prefeita Marisa Alves ficou acertado que a Prefeitura de Bocaiuva assumirá a barragem, desde que o Incra a entregue em condições de segurança.

 

Na próxima terça-feira 28, às 14 horas, na sede do Incra, em Belo Horizonte, a prefeita Marisa Alves participará de uma reunião com representantes do Ministério Público, da Assembleia Legislativa, e prefeitos da região circunvizinha ao rio Jequitaí, quando irá apresentar as condicionante para que de fato a Prefeitura esteja apta para receber a barragem.

 

BARRAGEM DA CAATINGA

A barragem de água foi construída na década de 1970 para ajudar na operação de uma indústria do ramo açucareiro e depois ficou sob responsabilidade do Incra. No ano de 2017, alguns problemas já tinham sido constatados na estrutura, como concreto que cedeu e foi arrastado pela chuva no vertedouro.

 

PRESENÇAS

Participaram da reunião desta terça-feira 21, em Bocaiúva, o coordenador da CEDEC-MG, Tenente Coronel Godim, a prefeita Marisa Alves, o deputado estadual Gil Pereira (presidente da Comissão dos Recursos Hídricos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais), promotores do Meio Ambiente, representes do Incra, e do Igam.

 

Arthur Júnior

ASCOM/CIMAMS