Oposição oficializa acordo e Netanyahu pode deixar o poder em Israel após 12 anos


O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, deverá deixar o poder depois de 12 anos de governo. A decisão foi formalizada após anúncio feito por bloco de partidos de oposição na tarde desta 4ª feira (2.jun.2021) de acordo para formação de um governo de coalização, dando fim a era de Netanyahu.

O novo governo será composto por partidos de esquerda, centro e direita. É liderado por Naftali Bennett e Yair Lapid. O 1º, nacionalista, e o último, mais ao centro. O termo de compromisso foi assinado pelos partidos por volta de 23h30, horário local.

Receba a newsletter do Poder360
todos os dias no seu e-mail

O prazo máximo para que o acordo fosse fechado era à 00h (18h no horário de Brasília). Caso esse limite não fosse respeitado, o líder das negociações, Lapid, perderia a prerrogativa para formação do acordo sobre o tema e exporia o país a 5ª eleição em pouco mais de 2 anos.

Caso esse horizonte se concretizasse, Netanyahu poderia permanecer no cargo até que os israelenses decidissem seu destino.

Depois de apresentada a nova formação de governo, o gabinete deverá ser aprovado pelo Parlamento de Israel, o Knesset. Essa apreciação deverá ocorrer em 9 de junho. Só depois desse processo, o novo ministro poderá ser empossado.

Como esse novo bloco tem maioria muito perto da margem (160 de 120 cadeiras) do Legislativo, ainda há possibilidade de reviravolta, dando uma sobrevida a Netanyahu. O cenário é improvável.

Previous Empresário que disparou contra PF achou que era assalto, diz defesa
Next Biden discutirá ataque cibernético à JBS com Putin, diz Casa Branca

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.