Opep e aliados confirmam aumento gradual de produção de petróleo


A Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e aliados decidiram continuar com sua política de aumento da oferta de petróleo. O grupo teve a sua 17ª reunião nesta 3ª feira (1º.jun.2021).

No comunicado (íntegra – 84 KB) sobre a reunião, a Opep afirma que a decisão foi tomada de acordo com “os atuais fundamentos do mercado de petróleo e o consenso sobre suas perspectivas“. A política de aumento da produção já tinha sido decidida em reunião anterior. O objetivo é retornar gradualmente para a produção diária de 2 milhões de barris.

O grupo tinha optado por limitar a oferta do insumo depois da queda da demanda e impactos econômicos da pandemia. Os preços do petróleo sofreram quedas em 2020.

Receba a newsletter do Poder360
todos os dias no seu e-mail

Era esperado que o valor do petróleo fosse reajustado nessa reunião, com alta do preço do barril. De acordo com a agência de notícias Reuters, a capacidade ociosa atual de produção é de cerca de 8 milhões de barris de petróleo por dia.

Mas a Opep+ afirma que vê “sinais claros” de melhora no mercado e não fez ajustes de preço. Também afirmou que os estoques da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) têm caído “à medida que a recuperação econômica continua na maior parte do mundo diante dos programas acelerados de vacinação“.

O grupo também comemorou que o acordo de aumento de produção tem tido adesão de todos os participantes e não participantes. De acordo com eles, o comprometimento foi de 114% em abril, incluindo o México.

A próxima reunião do grupo foi marcada para daqui um mês, em 1º de julho. De acordo com a Opep+ é necessário continuar o monitoramento cuidadoso do mercado de petróleo.

Previous Crítico do Fies, Guedes defende voucher para jovens universitários
Next Poder360 integra 4ª fase do Projeto Comprova, agora com 33 veículos

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.