Maio teve mais mortes por covid-19 do que todos os meses de 2020


Em maio deste ano, morreram mais pessoas de covid-19 no Brasil do que em todos os meses do 1º ano da pandemia. Foram 36.773 vítimas da pandemia, número que supera os registros de maio de 2020, mês mais letal do ano passado.

Os dados foram divulgados na 6ª feira (04.jun.2021) pelo Ministério da Saúde. Eis a íntegra do boletim (8 MB).

As informações referem-se ao número de mortes que efetivamente aconteceram nesse período, e não às datas em que foram notificadas. O Ministério da Saúde divulga diariamente as mortes confirmadas por covid-19 no Brasil, mas o dado não reflete a realidade de quando as pessoas de fato morreram da doença.

Essas são as mortes por data real, com informações atualizadas uma vez por semana pelo governo.

Receba a newsletter do Poder360
todos os dias no seu e-mail

Uma vez que a data real demora para ser contabilizada, o número pode ser ainda mais elevado. A tendência é que as mortes de abril e maio deste ano aumentem nas próximas semanas, conforme as autoridades atualizem as informações.

O infográfico abaixo demonstra a diferença entre as duas informações: a de data de notificação (quando as autoridades locais de Saúde repassam a informação ao ministério) e a de data real.

A linha laranja apresenta as mortes que foram confirmadas a cada dia da pandemia. Já as barras azuis são as mortes que efetivamente ocorreram em cada data, de acordo com os dados já conhecidos.

Com o número de mortes por data real é mais preciso o cálculo do ritmo de mortes. Contudo, os dados são defasados. O Ministério da Saúde determinou a data de 444.806 das 462.791 mortes confirmadas no país até 31 de maio.

Ou seja, a pasta não sabe informar quando 17.985 pessoas morreram da doença no país. Já houve casos em que a data real da morte foi conhecida pelo ministério só 1 ano depois de acontecer.

Previous Conheça a faixa etária dos mortos por covid-19 no Brasil e em mais 4 países
Next Aliados de Bolsonaro querem saída de Tite

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.