G7 fecha apoio a imposto mundial de pelo menos 15% sobre grandes empresas


Os ministros de Finanças e presidentes dos bancos centrais do G7, grupo dos 7 países mais ricos do mundo, demonstraram apoio a uma “reforma tributária global”, com um imposto de “pelo menos” 15% sobre grandes empresas. As informações constam em comunicado divulgado neste sábado (5.jun.2021).

O compromisso foi assinado por Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido. Representantes dos países participam de reuniões em Londres, na Inglaterra, desde 6ª feira (4.jun).

Receba a newsletter do Poder360
todos os dias no seu e-mail

A medida visa a fazer com que grandes multinacionais paguem mais impostos. O principal foco são as empresas de tecnologia.

“Providenciaremos a coordenação adequada entre a aplicação das novas regras tributárias internacionais e a eliminação de todos os Impostos sobre Serviços Digitais, entre outras medidas similares relevantes, em todas as empresas. Também nos comprometemos com um imposto global mínimo de pelo menos 15% por país”, diz trecho do comunicado.

“Continuaremos trabalhando juntos para garantir uma recuperação global forte, sustentável, equilibrada e inclusiva que reconstrua melhor e de forma mais verde os danos causados pela pandemia de covid-19”, completa o grupo.

APOIO A PAÍSES POBRES

O grupo destacou que, segundo estimativas do FMI (Fundo Monetário Internacional), até 2025, os países de baixa renda precisarão de US$ 200 bilhões para impulsionar e reconstruir a economia, abalada pela pandemia de coronavírus.

“Continuamos comprometidos em apoiar os países mais pobres e vulneráveis ​​enquanto eles enfrentam os desafios de saúde e econômicos associados à covid-19”, afirmam.

Previous João Amoêdo vacina-se contra a covid-19 no Rio de Janeiro
Next ONS diz tomou medidas para assegurar fornecimento de energia em 2021

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.