Analista do Sebrae Minas destaca setores em expansão

 

É comum que no início de um novo ano as pessoas façam planos para a vida pessoal e os negócios. Investir em um novo setor ou expandir o atual é uma boa saída para alavancar um empreendimento. Mas é preciso que o empreendedor esteja atento para não cair em armadilhas, como explica o analista do Sebrae Minas Arleandro Rodrigues. “Nessas situações, é importante fazer uma boa pesquisa de mercado, observar a viabilidade do negócio e ter muito cuidado para não cair nas chamadas modinhas ou tendências relâmpagos. Alguns negócios são sazonais e não tem vida longa”, recomenda.

O analista reforça que aqueles que querem empreender devem entender as reações do mercado que está inserido ou deseja entrar, quais são as tendências e qual é o histórico do segmento. “É importante que a pessoa invista em negócios no quais ela tenha conhecimento, aptidão e, se possível, experiência”, ressalta o analista.

Dicas de negócios em crescimento

– Mercado Pet. Até outubro de 2019 o setor previa crescimento de quase 7% em relação a 2018. No Brasil, o mercado destinado aos animais movimenta mais de 3,6 milhões.

– Aplicativos de transporte como o Uber, que tem mais de 22 milhões de usuários no Brasil.

–  Serviços e produtos estéticos. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), nos últimos cinco anos, o mercado cresceu 567% no Brasil,

– Alimentação fora do lar. O mercado de alimentos e bebidas representa 10,1% do PIB nacional.  De acordo com a Associação de Bares e Restaurantes (Abrasel), o setor movimenta cerca de R$ 170 bilhões por ano.

Arleandro reforça que mesmo que esses setores estejam em expansão, é preciso que o investidor se preocupe em inovar para atender uma clientela cada vez mais exigente. “ É necessário oferecer ao cliente um produto ou serviço novo, pois o mercado está cada vez mais dinâmico. As pessoas procuram viver novas experiências, e entender o comportamento do consumidor é fundamental”, ressalta.