Em visita de cortesia ao HUCF, deputada Leninha Souza reforça disposição para parcerias e novas emendas


Em visita de cortesia ao Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF), na manhã da última terça-feira (15/6), a deputada estadual Leninha Souza (PT) reforçou a disposição em manter a parceria do mandato com a Universidade Estadual de Montes Claros, com foco na melhoria da qualidade na oferta do serviço de saúde para a comunidade regional. Segundo ela, o diferencial em contribuir com a unidade está em sua condição de ser o único hospital 100% SUS de todo o Norte de Minas, além de ser referência em uma série de tratamentos para a cidade e região.

 

“Espero continuar sendo parceira das boas ações em prol da saúde”, disse a deputada, que foi recebida pela superintendente do HUCF, Príscilla Izabella de Menezes, e diretores da unidade. Mais adiante, ela esteve também reunida com o reitor da Unimontes, professor Antonio Alvimar Souza.

 

NOVOS ENTENDIMENTOS

 

Na oportunidade, além de tomar conhecimento sobre a aplicação dos recursos da emenda parlamentar de sua autoria na aquisição de um moderno equipamento para o serviço de hemodiálise, Leninha Souza enfatizou que pode reforçar os entendimentos para conhecer outras prioridades do HUCF. “O trabalho em consonância com a gestão da Unimontes e do Hospital é para garantir mais segurança e agilidade nos serviços essenciais, especialmente para a população mais carente”.

 

Pela Unimontes, a superintendente/HUCF Príscilla Izabella fez um agradecimento pela visita e reafirmou a importância de novas parcerias para beneficiar usuários e servidores. “O nosso hospital reconhece que toda ajuda parlamentar é bem-vinda, especialmente pela oferta de um atendimento totalmente gratuito”, ressaltou.

 

Avaliado em R$ 163 mil, o equipamento adquirido pelo HUCF/Unimontes com os recursos do Governo do Estado, viabilizados por meio de emenda parlamentar da deputada estadual Leninha Souza (PT), amplia o atendimento de hemodiálise contínua em pacientes com Insuficiência Renal Aguda (IRA) – Sistema PrismaFlex. O aparelho reforça, principalmente, os serviços profissionais do Centro de Tratamento Intensivo (CTI) Adulto e do CTI COVID-19. O Sistema PrismaFlex permite um tempo maior de implantação nos pacientes instáveis, entre 24 a 72 horas. Sua ação é mais efetiva, pois reduz consideravelmente os riscos de complicações como hemorragias, e os procedimentos vão além da diálise, que é a plasmaférese (troca terapêutica do plasma).

Previous Em atendimento no campus, professores da Unimontes são vacinados contra a COVID-19 nesta quarta-feira
Next   Minas Gerais lidera mortalidade de pequenos negócios no país

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.