Crianças com câncer na onda roxa


Todos sabem que muitos serviços estão suspensos durante a onda roxa em Minas Gerais, medida mais restritiva para conter o coronavírus. No entanto, serviços essenciais não podem parar. É o caso da Fundação Sara.

Nossos assistidos precisam de acolhimento seguro para que possam realizar o tratamento, que não pode ser interrompido, mesmo durante a pandemia. Além de possuírem imunidade baixa devido ao tratamento, eles têm uma rotina de idas ao hospital que faz com estejam mais expostos. Naiara Prates – Enfermeira da Fundação Sara

Muitas pessoas não sabem, mas é possível ajudar instituições de amparo a crianças e adolescentes, como a Fundação Sara, com parte do Imposto de Renda, sem nenhum custo para o declarante.

A iniciativa é amparada pela Lei Federal 8.069/90, que permite a destinação por meio do Fundo da Infância e da Adolescência – FIA.

“Ao invés de deixar todo o dinheiro com o governo, o declarante tem a opção de destinar 3% do valor devido para o Fundo da Infância e Adolescência, que por sua vez repassa às instituições cadastradas, como a Fundação Sara. Consequentemente, o declarante estará apoiando uma instituição que conhece e poderá acompanhar onde os recursos foram investidos. É uma iniciativa amparada por lei, é fácil de fazer, pois é no próprio formulário da declaração, e sem custo nenhum para o declarante, ou seja, basta querer fazer”. Silvana Amorim – Superintendente executiva da Fundação Sara

Para destinar 3% do Imposto de Renda ao fazer sua declaração de Imposto de Renda, clique no botão abaixo e siga o passo a passo!

Previous SAÚDE PSICOLÓGICA EM FOCO
Next Queijo Artesanal do Norte de Minas recebe certificado do IMA 

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.