Central de Negócios une panificadores do Norte de Minas


Iniciativa do Sebrae Minas estimula a cooperação e o fortalecimento de pequenos negócios do segmento de panificação

Por meio da Central de Negócios, o Sebrae Minas incentiva pequenos negócios de um mesmo segmento a trabalharem de forma conjunta para estimular a cultura de cooperação, e unidas, se tornarem mais competitivas. Assim tem sido, por exemplo, no Norte de Minas, região em que a Padepan (Padarias com Excelência em Panificação), que congrega 15 empresas, têm se beneficiado da iniciativa.

Em 2021, o programa entrou em uma nova fase e passou a atender a outras 12 empresas do segmento nos municípios de Montes Claros, Bocaiuva, Engenheiro Navarro, Francisco Dumont, Olhos d’Água, Capitão Enéas e Pirapora. Todas elas são de pequeno porte e mantêm produção própria e, em sua maioria, têm origem familiar.

As atividades com esse novo grupo começaram em abril e vão até o final de dezembro.  Ao longo de todo o ano, as empresas terão acesso a consultorias de marketing e finanças, farão visitas técnicas a padarias consideradas referência para o setor e participarão de encontro mensais de capacitação, além de terem a oportunidade de incrementar seus negócios por meio do  Bootcamp – neste caso, denominado Bootpão.

De acordo com o analista do Sebrae Minas Walmath Magalhães, a expectativa é que as empresas que fazem parte da Central melhorem a gestão de seus negócios, consigam reduzir custos e, consequentemente, serem mais competitivas. “Nosso objetivo é capacitar os empreendedores a melhorarem a estrutura e o gerenciamento de seus negócios e estimulá-los a trabalharem em conjunto”, explica. A ideia é que, em breve, elas passem a integrar o grupo já existente.

Empresários que participam da Central de Negócios estão confiantes e acreditam que terão bons resultados. É o caso de Maria de Lourdes Andrade, proprietária da Padaria Sal e Mel, em Engenheiro Navarro. “Com a Central terei condições de reduzir custos sem perder a qualidade, estarei mais preparada para disputar o mercado e, inclusive, participar de licitações. É uma oportunidade de fazer renascer o nosso negócio em meio a tantas dificuldades”, comemora a empreendedora, que emprega dez colaboradores.

Nesta terça-feira (15), as 12 empresas que aderiram ao programa participarão de mais um encontro presencial na agência do Sebrae Minas em Montes Claros, para dar sequência às consultorias e troca de experiências.

Previous Empreendedorismo a dois em tempos de pandemia
Next Crediamigo Banco do Nordeste cresce 25% no ano em Minas Gerais

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.