CAPELÃO DA SANTA CASA CELEBRA MISSA DOS ENFERMOS


Texto Ana Paula Paixão / Fotos Hudson Brazil

“O ser humano é marcado pela enfermidade. A doença faz parte da nossa natureza humana. Qualquer enfermidade nos faz sofrer: ‘Felizes aqueles que dão um verdadeiro sentido ao sofrimento, descobrindo sua dimensão rica de purificação, dando a ele um aspecto cristão’. A dor nos faz crescer. Num mundo de dor, de tantas enfermidades, nos desesperamos, a ponto de ficarmos sem saída. Dessa maneira, podemos perceber a nossa limitação*”.


O Dia Mundial do Enfermo é comemorado anualmente em 11 de fevereiro. Esta data, de origem religiosa, tem o objetivo de apelar para a sociedade e comunidade mundial por melhores condições de tratamento e atenção às pessoas doentes, seja nos hospitais, postos de saúde ou mesmo em casa. Tradicionalmente, para marcar a data, é celebrada na Santa Casa Montes Claros uma Missa em Ação de Graças.

Conduzida pelo Capelão da Instituição, Padre Ildomar Pereira, a missa foi celebrada na data de ontem (11/02) na Área de Convivência Dr. Paulo Denucci, pátio central localizado dentro do hospital. O momento de oração pela saúde dos enfermos foi marcado por manifestações de fé e amor ao próximo e contou com a presença de pacientes, acompanhantes, membros da capelania hospitalar, colaboradores e direção do hospital, que juntos, entoaram pedidos de curas física, espiritual e de libertação por todos aqueles que sofrem.
Após o ofertório, a Diretora de Qualidade Dra. Cláudia Diniz e o Superintendente Maurício Sérgio, participaram da Ação de Graças conduzindo a imagem de Nossa Senhora da Saúde** até o altar.  Ao final da celebração, que foi organizada respeitando as medidas de distanciamento em virtude da situação de pandemia, o Padre Ildomar ministrou a bênção dos enfermos e ungiu os participantes.
________
*Citação: Província da Imaculada Conceição do Brasil – Franciscanos.
**A origem da devoção a Nossa Senhora da Saúde tem registro na Idade Média, durante o tempo da peste negra na Europa. Segundo a tradição, em 1599, caiu uma epidemia de peste sobre a população de Sacavém (Portugal) com tamanho impacto, que o número de pessoas mortas foi superior ao espaço disponível junto a Igreja Nossa Senhora da Vitória. Sendo assim, resolveram enterrá-las nas proximidades. Ao abrirem a primeira vala, os coveiros se depararam com uma imagem de Nossa Senhora. O povo logo se reuniu com grande amor e veneração. Aconteceu uma procissão em honra a Mãe de Deus, na intenção de pedir a proteção dela. Ao fim da procissão, a peste cessou. A imagem de Nossa Senhora descoberta na vala passou a ser aclamada Nossa Senhora da Saúde (Província da Imaculada Conceição do Brasil – Franciscanos).
Previous Moc América Vôlei vence Itapetininga e assume quinta colocação na Superliga Masculina
Next Um passeio no Montes Claros Shopping com seu “aumigo”

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.