Bolsonaro volta a criticar CPI e chama depoimento de Nise de “covardia”


O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a CPI da Covid nesta 3ª feira (1º.jun.2021), dia em que a comissão ouviu a médica Nise Yamaguchi. Segundo o presidente, o depoimento representou uma “covardia”.

“Hoje estava lá a Nise Yamaguchi, uma estudiosa do assunto. E estava sendo humilhada, uma covardia, uma covardia. Um cara com 17 inquéritos no Supremo, PhD em corrupção e tentando fazer… Olha só…. Olha que ridículo, ficaram uma hora batendo na Nise”, afirmou o presidente, em referência ao relator Renan Calheiros (MDB-AL).

Receba a newsletter do Poder360
todos os dias no seu e-mail

Segundo Bolsonaro, o relatório –que ainda está sendo elaborado por Calheiros – será “mais sujo que papel higiênico”. O presidente também criticou o nível de perguntas feita por senadores da comissão, afirmando ser uma “clara demonstração de que não tem do que o acusar”.

O chefe do Executivo também disse estar atento a uma ação no STF (Supremo Tribunal Federal) apresentada por governadores de 17 Estados e do Distrito Federal que busca barrar as convocações feitas pelos senadores que integram a CPI. A relatora será a ministra Rosa Weber.

As declarações de Bolsonaro foram feitas em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada e transmitidas por um canal simpático ao presidente no YouTube.

COPA AMÉRICA

O presidente voltou a comentar a realização do campeonato no Brasil, e criticou os que opõem a realização do evento.

“Quem não quiser assistir que não assista, desliga a televisão. […] Nós, aqui de direita, quando a gente não gosta de uma coisa a gente não faz. Agora, a esquerdalha quer que ninguém faça. No que depender do governo federal, perderam mais uma”, afirmou.

O evento será realizado a partir de 11 de junho em Mato Grosso, Rio de Janeiro, Goiás e Distrito Federal. A informação foi confirmada pelo ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, nesta 3ª feira (1º.jun).

Previous “Está quase certo, estamos negociando”, diz Bolsonaro sobre ida ao Patriota
Next Bolsonaro sanciona projeto de lei que institui marco legal das startups

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.