Biden proíbe EUA de investir em 59 empresas chinesas


O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou uma ordem executiva nessa 5ª feira (3.jun.2021) proibindo norte-americanos de investirem em 59 empresas chinesas. Elas são suspeitas de estarem ligadas às forças militares da China.

Na lista estão companhias como Huawei, China Mobile, China Telecommunications, China Unicom e a Hikvision.

Receba a newsletter do Poder360
todos os dias no seu e-mail

A ordem original foi assinada em novembro de 2020 por Donald Trump. Contemplava 31 empresas que, segundo a Casa Branca, “possibilitam o desenvolvimento e a modernização” do exército chinês e “ameaçam diretamente” a segurança norte-americana.

Em uma carta enviada ao Congresso, Biden declarou que “medidas adicionais são necessárias para lidar com a emergência nacional, (…) incluindo a ameaça representada pelo complexo militar-industrial da China e seu envolvimento em programas militares, de inteligência e de pesquisa”.

Biden ainda citou que “uso de tecnologia de vigilância chinesa para facilitar a repressão ou sérios abusos dos direitos humanos constituem ameaças incomuns e extraordinárias”.

A proibição entra em vigor em 2 de agosto de 2021.

Previous Esta quinzena: A estratégia dos patrocinadores do Euro 2020
Next Reformas dificilmente vão avançar em 2021, diz vice-presidente do PSL

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.