Banco do Nordeste investe R$ 240 milhões por meio do Plano Agro Nordeste em Minas Gerais


Montes Claros (MG), 8 de outubro de 2020 – O Banco do Nordeste já investiu este ano, no âmbito do Plano AgroNordeste, mais de R$ 240,3 milhões no norte de Minas Gerais, distribuídos em 41,6 mil operações. São dois territórios no estado, Januária e Salinas, que abrangem 33 municípios mineiros.

O território de Januária compreende 16 municípios e prioriza as cadeiras produtivas da bovinocultura, agroextrativismo, apicultura e fruticultura irrigada. O perímetro já recebeu R$ 147,1 milhões, divididos em 25,8 mil contratos. Em Salinas, as atividades incentivadas são bovinocultura, agroextrativismo, cana-de-açúcar e mandioca, em 17 municípios. São R$ 93,2 milhões investidos nesse território, por meio de 15,8 mil operações.

O AgroNordeste apoia a organização das cadeias agropecuárias de relevância atual ou potencial, buscando ampliar e diversificar os canais de comercialização, com pertinência social, ambiental e econômica, a fim de aumentar a eficiência produtiva e os benefícios sociais.

Os financiamentos beneficiaram empreendedores de todos os portes e atividades econômicas, inclusive operações para instalação de placas solares nas residências, localizadas nos nove estados nordestinos e em Minas Gerais. No total são 440 mil operações contratadas, correspondentes ao valor de R$ 2,8 bilhões.

O programa foi lançado em 2019 pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e atua em 230 municípios, divididos em 14 territórios, com população rural de 1,7 milhão de pessoas.

A atuação do Banco do Nordeste acontece beneficiando todos os elos das cadeias produtivas, inclusive fortalecendo o agronegócio, a infraestrutura, indústria, comércio e serviços.

Municípios

O território de Januária abrange os municípios de Bonito de Minas, Chapada Gaúcha, Cônego Marinho, Icaraí de Minas, Itacarambi, Januária, Juvenília, Manga, Matias Cardoso, Miravânia, Montalvânia, Pedras de Maria da Cruz, Pintópolis, São Francisco, São João das Missões e Urucuia.

Já o território de Salinas compreende Águas Vermelhas, Berizal, Curral de Dentro, Divisa Alegre, Fruta de Leite, Indaiabira, Montezuma, Ninheira, Novorizonte, Rio Pardo de Minas, Rubelita, Salinas, Santa Cruz de Salinas, Santo Antônio do Retiro, São João do Paraíso, Taiobeiras e Vargem Grande do Rio Pardo.

Em outros estados, o AgroNordeste atendeu projetos desenvolvidos nos territórios do Médio Mearim, no Maranhão; do Alto Médio Canindé, no Piauí; do Vale do Jaguaribe e Quixeramobim e dos Sertões de Crateús e Inhamuns, no Ceará; do Vale do Açu, no Rio Grande do Norte; do Cariri e Moxotó, na Paraíba; de Araripina, Cariri e Moxotó, em Pernambuco; de Batalha, em Alagoas; de Sergipana do Sertão de São Francisco, em Sergipe; e de Irecê e Jacobina, na Bahia.

Previous MONTES CLAROS AMÉRICA VÔLEI PRONTO PARA A ESTREIA NO MINEIRO 2020
Next Banco do Nordeste ultrapassa R$ 8 bilhões investidos no Crediamigo em 2020

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.