Aprovação da CoronaVac pela OMS deve facilitar entrada de brasileiros na Europa


A aprovação do uso emergencial da CoronaVac pela OMS (Organização Mundial da Saúde) abre caminho para que turistas brasileiros possam voltar a entrar na Europa. A retomada das viagens, no entanto, depende de outros fatores –como o quão controlada está a pandemia da covid-19 no Brasil.

A União Europeia discute atualmente a adoção de um certificado digital para permitir a livre circulação de residentes do bloco que estejam imunizados contra a covid-19. Esse passaporte retiraria a exigência de medidas sanitárias como testes e quarentena.

Apesar do documento ser inicialmente apenas para cidadãos dos 27 membros da UE, o texto prevê que cada país tenha autonomia para decidir se aceita certificados emitidos em outras nações.

Receba a newsletter do Poder360
todos os dias no seu e-mail

A ideia é que o certificado entre em vigor em julho. O texto elaborado no Parlamento contempla as vacinas aprovadas pela EMA (Agência Europeia de Medicamentos) –Pfizer/BioNTech, Moderna, AstraZeneca e Janssen– e libera os países para expandirem essa lista com vacinas que tenham o aval da OMS, como a CoronaVac.

Ou seja, os Estados-membros podem aprovar a entrada de brasileiros vacinados com todos os imunizantes aplicados no Brasil. A medida deve ser importante para nações que dependem do turismo, como Portugal. O país é um dos principais destinos dos brasileiros.

A CoronaVac é aplicada no Brasil desde janeiro deste ano. Por mais de 3 meses, foi o principal imunizante utilizado no PNI (Programa Nacional de Imunização). Em maio, a AstraZeneca se tornou a vacina mais usada no mês, como mostrado pelo Poder360.

SITUAÇÃO DA PANDEMIA

Mesmo com o certificado de vacinação, brasileiros podem seguir impedidos de entrar na União Europeia se a pandemia não estiver controlada. Isso porque os países membros têm regras comuns para definir quais locais são considerados seguros para viagens não essenciais.

Entre os critérios está o número de novos casos de covid-19 por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Para ser considerado seguro, esse valor deve ser inferior a 75. A incidência no Brasil está atualmente em torno dos 300 novos casos por 100 mil habitantes, segundo o Our World in Data.

Hoje, viajantes que saem do Brasil só podem entrar na UE se a viagem for essencial. Vários países exigem, além do teste negativo para covid-19, que seja cumprida quarentena.

VACINAÇÃO NO BRASIL

O Brasil aplicou a 1ª dose de vacinas contra a covid em 46.927.023 pessoas até às 22h de 3ª feira (1º.jun.2021). Dessas, 22.544.401 receberam a 2ª dose. Ao todo, 69.471.424 doses foram administradas no país.

O número de vacinados com ao menos uma dose equivale a 22% da população, conforme a projeção para 2021 de habitantes feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Os que receberam as duas doses são 10,6%.

Eis os números de vacinados por Estado:

Previous HU FONE: “Segundos salvam vidas, higienize suas mãos”
Next Bolsonaro chama jornalista da CNN Brasil de “quadrúpede”

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.