5ª edição do Prêmio Queijo Brasil, o mais importante concurso de queijo artesanal do país, ocorreu em Florianópolis (SC) e contou com 718 queijos inscritos

Dois produtores de Porteirinha conquistaram medalhas de prata e bronze na 5ª edição do Prêmio Queijo Brasil, o mais importante concurso de queijo artesanal do país. A cerimônia de premiação foi realizada na última sexta-feira (20) em Florianópolis (SC), e contou com 718 queijos inscritos.

O queijo artesanal produzido por Maria da Saúde Oliveira conquistou a medalha de prata, e Everson Pereira com o requeijão do Toko, ficou com o bronze.  A conquista representa uma vitória para todos os produtores de queijo da Serra Geral, por um trabalho que vem sendo desenvolvido desde 2014, por meio de uma parceria entre o Sebrae Minas e outros parceiros.

Produtora de queijo há 45 anos, Dona Saúde, como é conhecida na região, comemora a conquista e já pensa em novos prêmios. “Estou muito feliz e orgulhosa por essa conquista, principalmente, pelo reconhecimento nacional. Essa medalha nos incentiva a continuar trabalhando para melhorar e buscar a medalha de ouro. Voltamos com a medalha de prata e também com aprendizado e experiência, que irão nos ajudar a melhorar cada dia mais nosso produto,” comemora.

Everson Pereira também comemora a medalha de bronze conquistada com o requeijão moreno feito em barras, conhecido como requeijão do Toko.“Estou muito feliz, foi uma experiência única. É muito gratificante ver nosso trabalho reconhecido e saber que estamos entres os melhores dos país. Essa não é uma vitória minha, mas de toda a Serra Geral, Norte de Minas e de todos que nos apoiaram na melhoria do nosso trabalho. Vamos continuar aperfeiçoando sempre com muita dedicação e amor pelo que fazemos. Essa é minha receita”, ressalta.

Valorização da região

“ Essa premiação vem coroar um trabalho de mais de quatro anos que o Sebrae e parceiros vem fazendo com os produtores de queijo da Serra Geral. Eles já trabalhavam há muitos anos, mas sem a valorização e normatização devida. Fizemos visitas à Serra da Canastra para entender como eles fizeram a regularização dos queijos e, a partir daí, desenvolvemos várias ações na busca de reconhecimento e boas práticas de fabricação. A produção de queijo é uma grande fonte de geração de emprego e renda na região e essa conquista vai incentivar ainda mais os produtores”, afirma o analista do Sebrae Minas Jadilson Borges.

O prefeito de Porteirinha, Silvanei Batista, um dos apoiadores da causa do queijo artesanal da Serra Geral, destaca a importância da premiação. “Desde 2014 todos os parceiros estão na luta pela regularização do nosso queijo. Essa conquista mostra que estamos no caminho certo e na busca do reconhecimento e da valorização que o nosso queijo merece. Vamos continuar nossa caminhada, buscando apoio juntos às instituições, para que o queijo da região ganhe cada vez mais espaço no cenário nacional”, enfatiza.