Projeto social da Escola do Sebrae de Formação Gerencial capacita, gratuitamente, jovens em situação de vulnerabilidade

Será realizada, nesta sexta-feira (26), a solenidade de formatura da primeira turma do Núcleo de Empreendedorismo Juvenil (NEJ) de Montes Claros. O grupo, formado por 24 alunos, receberá o diploma de conclusão do curso técnico em Administração – eixo tecnológico gestão e negócios – com foco no empreendedorismo juvenil, fruto de uma parceria entre o Sebrae Minas, a Fundação Educacional Montes Claros (Femc) e a empresa Novo Nordisk. O curso, iniciado em agosto de 2018, utiliza a mesma metodologia de educação empreendedora adotada na Escola do Sebrae de Formação Gerencial (EFG) – primeira a aliar ferramentas de gestão e empreendedorismo ao ensino tradicional.

A solenidade, com sessão de homenagens, acontece às 20h, no auditório Alberto Woods Soares, na Escola Técnica de Montes Claros.

 Resultados

A teoria aprendida em sala de aula já surte resultado e ajuda os alunos na busca de um futuro promissor. Elvis Henrique Leal Pereira, 19 anos, conta que o curso proporcionou uma visão mais ampla de tudo que envolve o empreendedorismo.  “Sempre tive o desejo de ser empreendedor e, com o curso, pude ter uma percepção geral do que preciso trabalhar, como fluxo de caixa, marketing, planejamento. Antes eu não tinha essa visão técnica. Aprendi que para empreendedor não se pode ter achismo, mas uma base sólida. Agradeço muito ao Sebrae e a todos os parceiros por me proporcionarem a oportunidade de aprender e me sentir mais preparado para ser um empreendedor, que é meu sonho”, afirma.

Para o professor e coordenador do curso, William Carlos Vieira, o NEJ representou uma oportunidade de transformação na vida dos 24 jovens que estão se formando. “Agora, além do diploma em técnicos em administração, eles têm uma cultura empreendedora e enxergam o mundo de forma diferenciada. A chance deles se darem bem como cidadãos e como profissionais é muito maior do que antes. Me sinto feliz em ter feito parte desse processo”, ressalta.

Continuidade

Claudio Oliveira, gerente da Regional Norte do Sebrae Minas, destaca a importância do programa para a formação de jovens carentes oriundos de escola pública. ”Durante um ano foram trabalhadas ferramentas de negócios, comportamento empreendedor, identificação de boas oportunidades de negócio, superação de desafios, caráter, honestidade e participação no dia a dia da comunidade. O Sebrae e seus parceiros estão colocando no mercado 24 jovens com capacidade de montar seu próprio negócio e assumir cargos mais elevados dentro das empresas”, enfatiza.

O gerente ressalta ainda que o Sebrae está em negociação para a continuidade do NEJ. “Estamos trabalhando para isso, mas é importante ressaltar que só será viável se houver a possibilidade de trabalharmos com no mínimo 120 jovens. Já apresentamos o programa para várias empresas e parceiros, para manter a ação em Montes Claros”, reforça.

O NEJ é um projeto social da Escola do Sebrae de Formação Gerencial (EFG).  Em Belo Horizonte, o projeto funciona na sede do Projeto Plug Minas, em parceria com o Governo do Estado. Fundado em 2010, o Núcleo nasceu com o intuito de oferecer formação empreendedora a jovens em situação de vulnerabilidade social. Com duração de um ano e totalmente gratuito, o curso tem a proposta de formar jovens na área de gestão de empresas, desenvolvendo competências empreendedoras e conhecimentos de administração. Podem ingressar jovens com idade entre 16 e 24 anos, que estejam cursando o 3º ano ou tenham concluído o ensino médio na rede pública de ensino ou bolsista, aprovados no processo seletivo.  No interior, além de Montes Claros, o NEJ tem uma unidade em Belo Oriente, no Vale do Aço.