Texto: Ascom/MOC VÔLEI

Fotos: Amanda Demétrio/Sesi/SP

 

O Sesi/SP não deixou o MONTES CLAROS VÔLEI jogar e impôs o seu ritmo na tarde deste domingo no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo/SP.

A equipe Paulista estava muito concentrada e não deu chances para os mineiros, fecharam o jogo válido pela sexta rodada da Superliga Masculina de Vôlei por 3 sets a 0, com parciais de 25/18, 25/17 e 25/22 em 1h15minde partida.

O MONTES CLAROS VÔLEI entrou em quadra com os seguintes jogadores: Sandro, Lorena, Zanotti, Mesa, Vivaldi, Tarcíso e o líbero Alan. Já o Sesi começou com Willian, Gustavão, Lucão, Franco, Lipe, Douglas e o líbero Pureza.

Com a Vitório o Sesi/SP continua na quarta posição da tabela com 15 pontos, conquistados em sete jogos, sendo 5 vitórias e 2 derrota com 17 sets vencidos e 7 perdidos.

Já o MOC VÔLEI sofre a sua quarta derrota seguida na Superliga, e tem 4 pontos conquistados em seis partidas disputadas. São 5 derrotas e 1 vitória com 7 sets vencidos e 16 perdidos.

O próximo desafio do MOC VÔLEI é em casa é domingo (19.11), às 15h, contra o EMS/Taubaté/Funvic, segundo colocado na classificação e o jogo terá transmissão ao vivo pelo Canal SporTV.

E nessa partida, a Cemig e o Governo de Minas Gerais levarão as escolas para ver o Montes Claros Vôlei. A entrada é gratuita para alunos da rede pública de ensino (entrada com uniforme da escola e carteirinha) e a escola que levar a maior quantidade de alunos receberá um kit esportivo de vôlei  (01 rede e 3 bolas)  e a visita dos jogadores. Outras informações pelo telefone: (38) 3224-5469 ou www.montesclarosvolei.com.br

 

O jogo

MONTES CLAROS VÔLEI começou o primeiro set bem equilibrado, mas deixou o Sesi/SP, que botou pressão,  abri em 6/2 devido aos erros na linha de passe que estava sendo quebrada com o saque flutuante, obrigando o técnico Sérgio Cunha pedir tempo e chamar a atenção dos atletas.

Os erros continuaram pelo lado dos visitantes e o Sesi foi abrindo 10/05, 11/07, 15/10, e no erro do Sesi, MOC VÔLEI volta a encostar em 17/14. Mas em um ace de Lipe, os mandantes voltam a abrir 20/14 e novo tempo técnico pedido pelo Sérgio Cunha.

O pedido ajudou os visitantes a encostarem novamente, com um saque forte e erros na recepção do Sesi, MONTES CLAROS VÔLEI encostou em 20/17. Mas, a equipe não soube aproveitar os erros e com um saque forte e com dois bloqueios seguidos, um do Franco e outro do Gustavão, o MOC VÔLEI perdeu o set por 25/18.

Novamente, o MOC VÔLEI começa o segundo set com dificuldades na recepção, e o Sesi/SP abre em 4/1, com dois bloqueios seguidos dos centrais e erros de saque, os mandantes volta a abrir em 10/5.

Sérgio Cunha pede tempo para ajustar o time, mas não consegue acertar o saque e com erros seguidos, o Sesi foi abrindo com um bloqueio do Gustavão 13/8 e com16/09, novo pedido técnico para os norte-mineiros.

Inversão 5-1 entraram o Levantador Cristiano e o oposto Alemão no lugar do Sandro e Lorena. O time até tentou uma reação e fez dois pontos seguidos, mas com o emocional muito abalado, o MOC VÔLEI não conseguiu encostar no Sesi que estava muito inspirada na tarde deste domingo e fechando o set em 25/17.

Com um melhor volume de jogo, o MOC VÔLEI começou o terceiro set com o placar encostado no Sesi em 1/1, 2/2,3/3, 4/4, 5/5, 6/6, 7/7 até os visitantes viraram o set e abriram 3 pontos seguidos com dois pontos de saque do Tarcísio em 10/7, e o tempo técnico pedido pelo Rubinho.

O time norte-mineiro parece que com o tempo técnico voltou a se perder em quadra, sem trabalhar a bola e erros na recepção, o Sesi encostou em 15/15, obrigando Sérgio Cunha a pedir tempo técnico.

Os erros na recepção continuaram pelo lado dos mineiros e os paulistas viraram o jogo em 16/15. Lorena empatou em 16/16, mas o Sesi manteve a vantagem e virada de bola. E com um erro no rodízio, o Sesi abriu dois pontos 18/16 e com erro de ataque do Zanotti, os mandantes abriram ainda mais o placar em 20/17. e com um erro na recepção mineira, os mandantes abriram em 21/17, e novo pedido técnico pedido pelo time visitante.

Depois de um rally maravilhoso que terminou com um bloqueio do central Mesa em cima do Lipe, e o time mineiro encostou em 21/20.  Mas, o Sesi não estava disposto a perder o set e abriu dois pontos outra vez em 23/21. O líbero Vanderson comete dois toques em um levantamento de contra-ataque e o Sesi abre em 24/22.

O time mandante não deixa o jogo virar e em um ataque do Lipe, os paulistas fecharam a partida em 25/22 e faze 3 sets a 0 em 1h15min. O central Lucão, do Sesi/SP, foi eleito o melhor em quadra e levou o troféu VivaVôlei  Cimed.

 

Patrocínio

O projeto MONTES CLAROS VÔLEI conta com patrocínio da Cemig, Tambasa, Vilma, Master, Somai, Dubai Suítes, Solares, Unimed, TMOVE, e com o incentivo através do Minas Esportiva Incentivo ao Esporte, da Secretaria de Estado de Esportes de Minas Gerais e Governo de Minas Gerais, além da Lei Federal de Incentivo ao Esporte e Ministério do Esporte.

—-

Jornalista Wesley Gonçalves
Assessoria e Comunicação
JPMG/8874