Ministério da Educação qualificou o curso como perfil excelente de qualidade

O Curso de Medicina, do Centro Universitário FIPMoc (UNIFIPMoc), obteve nota 5 na renovação do Reconhecimento pelo Ministério da Educação– conceito máximo atribuído às graduações. A avaliação in loco aconteceu durante os dias 21 e 22 do mês de março e analisou o corpo docente, instalações, infraestrutura, organização didática pedagógica e demais requisitos específicos exigidos pelo Ministério da Educação. Com esta qualificação, a UNIFIPMoc tornou-se a única Instituição de Ensino Superior (IES) particular da região com nota máxima na avaliação do MEC.

O relatório do MEC enviado à UNIFIPMoc destaca a Organização Didático-Pedagógica, o Corpo Docente e Infraestrutura oferecidas pela instituição. Os avaliadores constaram no relatório que “Em razão do exposto e considerando ainda os referenciais de qualidade disposto na legislação vigente, na diretrizes da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES), e neste Bacharelado em Medicina do Centro Universitário FIPMoc – UNIFIPMoc atingiu um conceito Excelente de perfil de qualidade, CONCEITO FINAL = 5 (cinco)”.

Segundo a reitora da UNIFIPMoc, Professora Fátima Turano, este conceito é o resultado do trabalho preocupado com os detalhes, desenvolvido por toda a instituição ao longo dos anos. “Estamos profundamente felizes com o conceito na avaliação do MEC porque conseguimos a nota máxima. É o que toda a instituição almeja. Então, parabenizamos muito os alunos, os professores, os coordenação, uma vez que é um trabalho de equipe. Estamos realmente realizados. O perfil em excelência na qualidade de educação é o máximo que nós poderíamos receber do Ministério da Educação”, comemora a reitora.

A alegria pelo reconhecimento é estímulo contagiante entre os principais responsáveis à performance do curso médico. O coordenador do curso, Prof. Antônio Prates Caldeira revela o peso de um trabalho de dedicação: “Essa nota máxima que recebemos é o reconhecimento do trabalho sério e comprometido de todos nós que, de alguma forma, estamos envolvidos com o curso de medicina. Naturalmente, esse trabalho começa pela Diretoria, que define as diretrizes de trabalho de todos os cursos e oferece aos coordenadores a oportunidade de desenvolver um bom trabalho, com todos os recursos necessários”, revela. “Um dos aspectos avaliados pela comissão é a infraestrutura da instituição e nesse ponto, temos que salientar o apoio que recebemos de todos os setores, como a Secretaria Geral, o Naspp e toda a diretoria. O trabalho da coordenação também não é um trabalho de uma única pessoa. Temos uma equipe fantástica, que se dedica e que está pronta para qualquer desafio. Conto com a colaboração imprescindível das professoras Lanuza, Fátima Horta, Ana Augusta e do professor Ernani, atém da secretária Márcia. Agradeço muito a essa equipe. Mas o conceito cinco é um reconhecimento e também um desafio. Estaremos trabalhando rumo à excelência, para manter esse conceito”, finaliza o coordenador.

Agora, com nota alta no currículo, o Centro Universitário FIPMoc tem mais um motivo para manter a qualidade de ensino e ampliar as razões em ser referência no cenário estadual.