Varejistas e contadores discutem o tema no Encontro Empresarial, nesta segunda, na ACI

De acordo com o Decreto 47.562/18, do Estado de Minas Gerais, a emissão da Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor (NFCe) está sendo disponibilizada ao longo de 2019 para os varejistas mineiros. Porém, alguns estabelecimentos ainda estão emitindo o cupom fiscal através do Emissor de Cupom Fiscal (ECF). Para discutir sobre esta mudança, na próxima segunda-feira, 23, haverá um Encontro Empresarial, na Associação Comercial Industrial e de Serviços de Montes Claros, às 19h, para gestores e contabilistas.
Hankel Márcio Lúcio de Souza, especialista em implantação de sistemas, da Softcom Tecnologia, explica que “o objetivo da palestra é apresentar as mudanças para que o empresário possa se preparar. Este é o primeiro evento sobre o tema para contadores e empresários em Montes Claros, mas a mudança do sistema em outros estados começou desde 2013. Minas Gerais iniciou a exigência a partir de março de 2019 e a Receita Estadual implantou o prazo máximo até o dia 01 de fevereiro de 2020”.
Com uma população de 352 mil pessoas, Montes Claros possui 15.574 empresas ativas, segundo dados do JUCEMG – Junta Comercial de Minas Gerais – relativos a abril de 2019; sendo, na grande maioria, do segmento de comércio e de serviços.
Hankel destaca que “na prática, as empresas atualmente emitem série D ou cupom fiscal através da eCF. A partir da nova norma, todas as empresas que trabalham com vendas de produtos e produtos e serviços terão de emitir a NFCe – Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica. O documento digital fiscal serve para registrar as transações comerciais realizadas entre uma empresa e o consumidor final.
A tendência é agilizar as informações junto a receita e desburocratizar o sistema. Assim, o empresário deve buscar a liberação junto à Secretaria da Fazenda para garantir a certificação digital, possuir computador com um programa especializado e ter acesso à internet.
“Os processos que fazem parte da rotina fiscal da empresa sofrem uma tendência natural para a migração para o ambiente digital, isso favorece o acesso posterior, a gestão da empresa e a transferência de dados rapidamente entre empresas, consumidores e o Estado”, conclui.
Inscrições no local, rua Carlos Gomes, 110- Centro.