– Evento reúne hospitais, Estado e município para analisar políticas públicas de saúde –

Debater o aprimoramento e a inovação no cuidado e no ensino em Obstetrícia e Neonatologia para enfermeiros obstetras. Esta é a principal proposta do Seminário que a Maternidade Segura Maria Barbosa, do Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF), promove desde a manhã desta segunda-feira (5/8), em Montes Claros. As atividades prosseguem até a terça-feira (6/8) e envolvem as equipes multiprofissionais do HUCF e da Santa Casa.

Dentre as instituições parceiras está o projeto “Apice On” – Aprimoramento e Inovação no Cuidado e Ensino em Obstetrícia e Neonatologia – iniciativa do Ministério da Saúde, Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras (Abenfo), Hospital Sofia Feldman, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Santa Casa de Montes Claros e do Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais (Coren).

 

Para Flávia Magaly Silveira Nobre, médica ginecologista e obstetra, plantonista e coordenadora da Maternidade Maria Barbosa do HUCF, o seminário ressalta a importância no cuidar e no ensino hospitalar, sempre voltado para a humanização. “Esse seminário marca um novo cenário nos cuidados ao binômio mãe e filho, na assistência ao parto baseada em evidências científicas e na relevância de um trabalho multiprofissional, permitindo que a mulher participe ativamente em relação às questões de parto”, destacou.

 

Já a enfermeira obstetra e coordenadora da residência em Enfermagem obstétrica, Sibylle Vogt, reforçou que “a temática além de ser relevante para a assistência as mulheres contribui para o processo de formação e ensino da enfermagem obstétrica, com valorização do espaço profissional tão reivindicado nos últimos anos”, disse.

 

DINÂMICA

 

A abertura contou com as presenças da superintendente regional de saúde, Dhyeime Thavanne Pereira; da secretária municipal de Saúde, Dulce Pimenta; do diretor de Enfermagem do HUCF, Paulo Henrique Machado Ovídio; do conselheiro do Conselho Regional de Enfermagem para o Norte de Minas (Coren/NM), Cláudio Luís de Souza Santos; do superintendente da Santa Casa, Maurício Sérgio Sousa e Silva; e de Alessandra Neves Ferreira e América Maia Eleutério, coordenadora de Enfermagem e coordenadora de Clínica Médica da Santa Casa, respectivamente. Em seguida, foi realizada a mesa redonda sobre “A Importância do CAEO/Apice On nas Políticas Públicas de Saúde”, com Kleyde Ventura de Souza, coordenadora do programa.

 

Na oportunidade, a superintendente regional de saúde destacou o interesse do Governo do Estado em apoiar os programas e iniciativas de humanização nas maternidades e unidades neonatais, como Apice On propõe. Por sua vez, a secretária Dulce Pimenta destacou como o programa auxilia o atendimento nas unidades básicas de saúde.

 

“O processo e o aprimoramento do Apice on culmina com o projeto de reforma completa da Maternidade do Hospital Universitário, o que minimiza alguns desafios do dia a dia nos atendimentos às gestantes e parturientes”, acrescenta o diretor de Enfermagem do HUCF, Paulo Henrique Machado Ovídio.

 

Também participaram dos trabalhos iniciais no evento a coordenadora adjunta do CAEO/Apice On, Ana Paula Vallerini, que fez a apresentação do curso de aprimoramento da Universidade Federal de Minas Gerais; e a professora Sibylle Emilie Vogt, coordenadora de residência em Enfermagem Obstétrica da Unimontes e dirigente da Abenfo/MG, que abordou o tema “Cenário da Enfermagem Obstétrica, avanços e perspectivas na inserção da (o) enfermeira (o) obstétrica (o) no Norte de Minas.

 

A programação segue na parte da tarde com os temas: Atenção ao parto e nascimento sob a ótica da multidisciplinaridade: – mobilização de esforços para transformação do modelo assistencial, em consonância com as demandas e necessidades das mulheres.

 

E no encerramento dos trabalhos do dia, ocorre o debate: “Os desafios da atuação da Enfermagem Obstétrica nas instituições: apresentação das Aprimorandas”. A programação prossegue na manhã e tarde nesta terça-feira, com visitas técnicas às Maternidades do HUCF e da Santa Casa e reunião com Gel/APice On das duas instituições hospitalares.