Por Geraldo Eustáquio Andrade Drumond

Presidente da ADENOR de agosto de 2009 a dezembro de 2011

A ADENOR foi criada em agosto de 2009 a partir de uma mobilização das lideranças e entidades empresariais de toda a Região Norte de Minas Gerais e é uma pessoa jurídica, de direito privado, sem fins econômicos, com autonomia administrativa e financeira e que tem por objeto promover, quantificar e qualificar a riqueza da região, e como missão “contribuir para acelerar o desenvolvimento econômico da Região Norte de Minas Gerais”.

Assim é que vários avanços têm sido observados na Região Norte de Minas Gerais, não só pela ação da ADENOR e sim e principalmente, por questões de mudança de atitude de toda a comunidade organizada em seus 89 municípios e sete microrregiões a saber: Bocaiuva, Grão Mogol, Janaúba, Januária, Montes Claros, Pirapora e Salinas, e seus cerca de 1,7 milhões de habitantes.

A principal mudança que foi observada se refere ao empoderamento de toda a comunidade na valorização de sua “territorialidade”, ou seja, hoje nos reconhecemos e valorizamos a Região Norte de Minas Gerais como uma região de oportunidades, riquezas, desafios, e assumimos o protagonismo pelo seu desenvolvimento, não mais a considerando como uma região pobre e miserável, como era o rótulo e o destino a que nos impúnhamos, como também atribuíamos a outros a responsabilidade pelo nosso desenvolvimento e crescimento econômico e social.

Podemos relacionar várias atividades desempenhadas pela ADENOR, desde o inicio de suas atividades, em outubro de 2009, portanto com nove anos completados em outubro de 2018:

  • Amplo diagnóstico de oportunidades e desafios para cada uma das sete microrregiões, ouvindo 600 lideranças empresariais e comunitárias;
  • Projeto Norte de Minas Oportunidades de Negócios, com elaboração de catálogo, folder, e Portal para acesso no www.adenormg.com.br, em português e inglês e principalmente a conquista da confiança e apoio de órgãos do Governo Federal, Estadual e Municipal e das entidades da classe empresarial de toda a Região;
  • Conquista de OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público;
  • Realização de Fóruns de Desenvolvimento Econômico Regionais;
  • Processo de mobilização e identificação de Energias Renováveis, desde 2012, culminando com os encontros e uma série de ações relacionadas à energia fotovoltaica, tida como enorme e importante fonte de energia e recursos renováveis e como geradora de riqueza, trabalho e renda;
  • Participação no Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável, Norte de Minas em Ação, lançado em outubro de 2013, realização do SEBRAE;
  • Realização de encontros, visitas e prospecções no sentido de Identificar oportunidades de investimentos, acelerar o crescimento econômico sustentável, trabalhar cluster e cadeias produtivas e valorizar a biodiversidade, como preconizado no planejamento estratégico da ADENOR.

     

    Somos hoje uma Região com identidade, com crença de que somos capazes e nossa união, estabelecimento de objetivos comuns e busca de sinergia e convergência, são, mais do que nunca, imprescindíveis para aumentarmos o dinamismo econômico e a criação de melhores condições de trabalho e vida para toda nossa gente.

    “Devemos agir como responsáveis pelo nosso próprio desenvolvimento, de uma maneira planejada, organizada e sinérgica”.

    A ADENOR foi presidida em seus nove anos por mim, Geraldo Drumond – de agosto de 2009 a dezembro de 2011, pelo Elmar Santana, de janeiro de 2012 a dezembro de 2013, pelo Pávilo Miranda, de janeiro de 2014 a dezembro de 2017, e desde janeiro de 2018 tem em sua Presidência Alexandre Ramos, que tem o grande desafio de aglutinar e validar todos os esforços que vem sendo feitos micro regionalmente e que são de extrema relevância, pela ADSEG – Agência de Desenvolvimento da Serra Geral, pela ADESP – Agência de Desenvolvimento Integrado e sustentável de Pirapora, e outras entidades e órgãos, além da própria ADENOR, no grande projeto de Desenvolvimento do Norte de Minas Gerais.

    Durante todo este período a ADENOR conta com a competência, empenho e dedicação da Superintendente Executiva Márcia Versiani.

    Continuo acreditando muito na importância, relevância e espaço da ADENOR como catalizadora de várias ações e atividades empreendidas por vários atores econômicos, sociais e comunitários, e entendo sua consolidação como um grande desafio e capaz de acelerar o crescimento econômico e social de nossa Região.

    Confio no Presidente Alexandre Ramos, com sua perspicácia, poder de convencimento e em sua visão, e em toda a atual Diretoria Executiva da ADENOR, como capazes e protagonistas deste novo momento de nossa história.