Fundação Sara realiza blitz de conscientização em parceria com a PRF e Simpósio de Oncologia Pediátrica

 

O câncer no Brasil representa a primeira causa de morte por doença entre crianças e adolescentes de 01 a 19 anos, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Apesar dos dados alarmantes, as chances de cura para essa faixa etária gira em torno de 80%, se a doença for diagnosticada precocemente e o paciente for tratado em centro especializado.

Para que as chances de cura aumentem por meio do diagnóstico precoce, é de suma importância falar dos principais sinais e sintomas do câncer infantojuvenil, afinal, são os pais, familiares, professores e quem está sempre em contato com a criança que devem ficar atentos. O Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil (DNCCI), celebrado anualmente no dia 23 de novembro, é uma data para lembrar a importância do tema.

Policiais Contra o câncer

Blitz realizada em 2018 conscientizou quem passou pela rodovia 251 sobre

o câncer infantojuvenil.

Este ano, pela terceira vez consecutiva, a Fundação Sara Albuquerque realizará, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma blitz de conscientização sobre o assunto em destaque. A ação será realizada no dia 23 (sábado), a partir das 8h30, no posto da PRF, localizado na BR 251, km 514, saída para Janaúba.

A manhã de conscientização também mobilizará a sociedade para contribuir com as crianças e adolescentes, doando leite em pó integral ou suplemento alimentar (Nutren). Os alimentos poderão ser entregues na unidade da PRF ou na sede da Fundação Sara.

II Simpósio de Oncologia Pediátrica

Ainda para lembrar a relevância do DNCCI, a Fundação Sara realizará o II Simpósio de Oncologia Pediátrica, que trará nesta edição a ênfase em neuro-oncologia, no dia 27 de novembro (quarta-feira). Dentre as palestras que serão apresentadas, estará a de um especialista que é referência no Brasil em oncologia pediátrica, o Dr. Sidnei Epelman, que falará sobre Diagnóstico e tratamento dos tumores cerebrais na infância e na adolescência na era da medicina personalizada.

Segundo a Dra. Sabrina Eleutério, uma das oncopediatras da Fundação Sara Albuquerque e coordenadora científica do evento, a escolha da ênfase do Simpósio em neuro-oncologia tem todo um contexto. “Depois das leucemias e linfomas, os tumores do sistema nervoso central é o tipo de câncer mais frequente na infância e na adolescência, e as chances de cura são bem maiores quando todas as técnicas de tratamento são aplicadas, e de maneira correta. Queremos fazer uma interligação entre a equipe que trata as crianças na Santa Casa de Montes Claros, por isso, estamos trazendo para o Simpósio uma grande referência na área, que o Dr. Sidnei Epelman”, enfatiza.

Público-alvo

A segunda edição do Simpósio de Oncologia Pediátrica será voltada para médicos neurologistas, neurologistas pediátricos, neurocirurgiões, radio-oncologistas, oncologistas clínicos, hematologistas pediátricos e enfermeiros que atuam na área oncológica. Para conferir a programação completa e garantir participação no evento basta acessar www.fundacaosara.org.br/simposio. As inscrições são gratuitas com a sugestão de doação de uma lata de Nutren 1.0 na entrada.

Sobre a Fundação Sara Albuquerque

A Fundação Sara atua há 21 anos apoiando crianças e adolescentes com câncer. Em 2019 a entidade foi reconhecida pelo Instituto Doar e Rede Filantropia como uma das 100 Melhores ONGs do Brasil, dentre mais de 2.500 inscritas na seleção. Para saber mais sobre a entidade acesse www.fundacaosara.org.br.